PERFIS HEMATOLÓGICOS, BIOQUÍMICOS E PROTEÍNA PLASMÁTICA TOTAL DE GATOS INFECTADOS COM O VÍRUS DA LEUCEMIA FELINA

Rafaela Furioso Ferreira, Rosangela Locatelli Dittrich, Patrícia Yukiko Montaño, Kamilla Andressa Leite da Silva, Ana Laura Pinto D’Amico Fam

Resumo


A leucemia viral felina (FeLV) é causada por um retrovírus E pode provocar várias alterações no organismo, como distúrbios de proliferação celular (linfoma ou doenças mieloproliferativas) e de supressão celular (imunodeficiência e mielosupressão). Considerando a importância dos resultados laboratoriais no diagnóstico, avaliação clínica e determinação do prognóstico de gatos infectados, os objetivos do estudo foram descrever as alterações hematológicas, bioquímicas e de proteína plasmática total de gatos infectados com o vírus da leucemia. Foram coletadas amostras de sangue de 48 gatos infectados com FeLV e avaliados os valores de hematócrito, hemoglobina, contagem de hemácias, leucócitos, plaquetas, análise citomorfológica e contagem diferencial de leucócitos e proteína plasmática total. Os valores de alanina aminotransferase (ALT), gama-glutamiltransferase (GGT), ureia e creatinina também foram avaliados. A linfopenia foi a alteração hematológica mais comum, em 31,25% dos gatos, seguida pela presença de linfócitos reativos ou atípicos (27,1%). Houve  anemia em 16,66% dos gatos; leucocitose em 16,66%; leucopenia em 14,58%; linfocitose em 8,33%, monocitose em 14,58%, eosinofilia em 4,17%, neutrofilia em 16,66%, neutropenia em 16,66%, desvio nuclear de neutrófilos à esquerda em 14,58% e presença de neutrófilos tóxicos em 16,66%. No perfil bioquímico, em 3,16% dos animais verificou-se azotemia; no perfil hepático, as alterações foram: aumento da GGT em 18,52%, aumento da ALT em 33,33% e aumento de ambas em 7,40%. No presente estudo, constatou-se que em 78,95% dos animais houve alguma alteração no hemograma. O estudo ressalta a importância do hemograma no diagnóstico, monitoramento e determinação do prognóstico de gatos infectados com FeLV.


Palavras-chave


FeLV; hematologia; perfil renal, perfil hepático

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/avs.v22i4.56947

Archives of Veterinary Science. ISSN: 1517-784X