DIAGNÓSTICO IN VIVO DA SENSIBILIDADE DE NEMATOIDES A DIFERENTES ANTIHELMÍNTICOS EM OVINOS CRIADOS EM SISTEMA SEMI-INTENSIVO

Renan Zappavigna Costa Starling, Isabella Vilhena martins, Cintia SILVA ALVES, Marcos Vinícius GONÇALVES VIANA, WILLY STEFANON DIETRICH

Resumo


Grande variação no grau de resistência de populações de nematódeos é observada em grupos químicos, entre eles os anti-helmínticos, sendo este o principal entrave para obtenção do controle da verminose na ovinocultura. O objetivo do estudo foi avaliar a sensibilidade de nematoides de ovinos mestiços em criação semi-intensiva em três propriedades a cinco princípios ativos (levamisol, albendazol, ivermectina, monepantel e closantel) utilizados nas vermifugação. Foram analisadas amostras fecais, em três momentos (antes, 7 e 14 dias após o tratamento) utilizando a técnica de Gordon e Withlock (OPG), processadas e calculadas pelas fórmulas Eficácia=(1-[OPGtratado/OPGcontrole])x100 e Redução de OPG = 100 x [OPGt0 – OPGtn/OPGt0 ]. Nos momentos sete e quatorze os grupos tratamentos diferiram significativamente (p< 0,05%) do momento zero, porém, os animais tratados com ivermectina no momento quatorze não apresentaram diferença significativa quando comparado ao grupo controle. No exame coproparasitológico os gêneros mais frequentes foram Haemonchus e Trichostrongylus. Na primeira propriedade o monepantel e o albendazol demonstraram os melhores resultados de redução de OPG, na segunda propriedade o levamisol, closantel e monepantel apresentaram resultados expressivos quando comparado aos demais fármacos e na terceira propriedade os fármacos que tiveram melhores resultados de redução de OPG foram levamisol e monepantel. Nas propriedades A, B e C, foram diagnosticadas populações de nematoides resistentes a ivermectina. Nas propriedades B e C, foram diagnosticadas populações de nematoides resistentes a albendazol.

 

 


Palavras-chave


Ruminantes. Resistência. Helmintos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/avs.v22i2.42277

Archives of Veterinary Science. ISSN: 1517-784X