APTIDÃO CLIMÁTICA DA CULTURA DO FEIJÃO COMUM (Phaseolus vulgaris) PARA O ESTADO DA PARAÍBA (APTITUDE CLIMATE OF CULTURE BEAN (Phaseolus vulgaris) FOR THE STATE OF PARAÍBA)

Paulo Roberto Megna Francisco, Maris Marle Bandeira, Djail Santos, Frederico Campos Pereira, Jorge Luis de Gois Gonçalves

Resumo


O feijão é uma das principais culturas de subsistência da região Nordeste do Brasil. O estudo do comportamento espacial de um determinado elemento climático, como é o caso da precipitação, é fundamental para o mapeamento de áreas de aptidão para agricultura, bem como para o planejamento das atividades agrícolas. Este trabalho objetivou elaborar o mapeamento da aptidão climática para a cultura agrícola do feijão comum, considerando a variabilidade natural do regime pluviométrico, estabelecida em três cenários pluviométricos utilizando krigeagem. Na metodologia de trabalho utilizaram-se os totais mensais de precipitações de vinte ou mais anos de observações. Para cada posto pluviométrico, foi estabelecido o total de precipitação pluviométrica registrado nos três meses consecutivos mais chuvosos de cada ano hidrológico completo. Foi ajustada à série desses totais em cada posto utilizando a distribuição gama incompleta e verificada a qualidade pelo teste de Kolmogorov-Smirnov ao nível de significância de 95% e calculada às probabilidades de 25, 50 e 75%. Os conjuntos dos anos secos, regulares e chuvosos de cada posto foram utilizados para caracterizar os respectivos cenários. Os resultados demonstram que a classe de aptidão climática Plena e Plena com período chuvoso apresenta maior área no cenário regular; A classe de aptidão climática Moderada por excesso hídrico apresenta maior área no cenário chuvoso; A classe de aptidão climática Moderada por deficiência hídrica e a classe Inapta por deficiência hídrica acentuada apresenta maior área no cenário seco.

Palavras-chave


climatologia, aptidão agrícola, cenário pluviométrico, probabilidade

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/abclima.v19i0.44991