DINÂMICA PLUVIAL EM CORUMBATAÍ – SP: ANÁLISE DE UM ANO-PADRÃO CHUVOSO COM VISTA AO DESENVOLVIMENTO TURÍSTICO (PLUVIAL DYNAMIC IN CORUMBATAÍ – SP: ANALYSIS OF A RAINY STANDARD YEAR TO TOURISM DEVELOPMENT)

Bruno Falararo de Mello, João Afonso Zavattini

Resumo


O presente estudo propõe-se a investigar a origem e a dinâmica das chuvas no município paulista de Corumbataí e em que medida as precipitações podem atrapalhar ou obstar as atividades turísticas desenvolvidas em áreas externas, preferencialmente durante os fins de semana. A esse propósito, os dados climáticos diários concernentes a pluviosidade e temperatura foram obtidos de um posto meteorológico em funcionamento no município desde o ano de 1981. Agregaram-se-lhes os dados de umidade relativa e pressão obtidos junto à estação meteorológica do Centro de Análise e Planejamento Ambiental – CEAPLA, que pertence à Universidade Estadual Paulista de Rio Claro – UNESP. Após tratamento estatístico dos dados de pluviosidade do período de 1983 a 2012, apontou-se um ano-padrão chuvoso para elaboração de um gráfico de análise rítmica visando ao entendimento da gênese pluvial. Cotejados os dados diários dispostos no gráfico com cartas sinóticas extraídas do sítio na internet do serviço meteorológico da Marinha do Brasil, os sistemas atmosféricos atuantes no ano-padrão escolhido foram interpretados. Demonstrou-se que a maior parte das precipitações havidas em Corumbataí tem como gênese a frente polar atlântica – eixo principal – e seus desdobramentos (repercussão e eixo reflexo). O elemento chuva, tomado como mais preponderante, não se mostrou impeditivo às práticas externas de turismo e lazer.

Palavras-chave


Chuva. Turismo. Corumbataí.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/abclima.v19i0.41559

INDEXADORES