PEDOGÊNESE E MORFOGÊNESE NO MÉDIO VALE DO RIO MARRECAS DURANTE O QUATERNÁRIO TARDIO - SUL DO BRASIL

Julio Cesar Paisani, Marga Eliz Pontelli, Josielle Samara Pereira, Alana Jaqueline Cavazini

Resumo


É apresentado resultados da aplicação de descrições pedoestratigráficas, análise micromorfológica e estabelecimento de geocronologia dos registros estratigráficos de fundo de vale de segunda ordem colmatado no médio vale do rio Marrecas(Sul do Brasil). Os resultados visaram verificar se os fenômenos de pedogênese e morfogênese detectados na superfície geomófica 2 (S2) se estenderam para oeste   superfícies geomórficas regionais entre os estados do Paraná e Santa Catarina. Constata-se que os fenômenos de pedogênese e morfogênese no médio vale do rio Marrecas estão em conformidade com outros reconhecidos em escala regional, no que se refere ao período entre o Último Interestadial e o Último Máximo Glacial, enquanto que fatos sugeridos como ocorridos no Holoceno necessitam melhor compreensão.


Palavras-chave


paleocanal; paleossolo; colúvio; pedoestratigrafia

Texto completo:

ARTIGO AUTORIZAÇÃO


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/raega.v41i0.49026

Direitos autorais 2017 Raega - O Espaço Geográfico em Análise

_____________________________________________

ISSN (IMPRESSO) 1516-4136 até 2008

ISSN (ELETRÔNICO) 2177-2738 a partir de 2009