AVALIAÇÃO DO IMPACTO VISUAL DE PARQUES EÓLICOS NA QUALIDADE E ESTÉTICA DA PAISAGEM NO ENTORNO DE ÁREAS PROTEGIDAS: ESTUDO DE CASO DO PARQUE ESTADUAL DO GUARTELÁ, PR

Cesar Augusto Crovador Siefert, Irani dos Santos

Resumo


A construção de parques eólicos tem sido adotada como uma alternativa para geração de energia renovável. Entretanto, um dos impactos mais evidenciados durante a sua implantação está relacionado a alterações na qualidade e estética da paisagem, sobretudo no entorno de áreas protegidas e com potencial turístico. Considerando duas alternativas para implantação do Complexo Eólico Campos Gerais, este artigo possui como objetivo avaliar impactos visuais na qualidade e estética da paisagem causados pela inserção de aerogeradores na região de entorno do Parque Estadual do Guartelá, região dos Campos Gerais do estado Paraná. Foram realizadas simulações em ambiente tridimensional para avaliar as alterações provocadas na paisagem a partir dos locais de contemplação do canyon do rio Iapó, avaliadas em conjunto com levantamentos de campo. Foram delimitadas quatro zonas de impacto visual, de acordo com a distância e ângulo entre os pontos de visada e os aerogeradores, definindo-se graus de impactos nulo, baixo, médio e alto. A solução locacional adotada minimizou significativamente o impacto visual dos aerogeradores em comparação com a alternativa inicialmente avaliada. Desta forma, considerando-se os ângulos de visada e as distâncias relativas entre os pontos de observação avaliados e os aerogeradores, constata-se que o Complexo Eólico Campos Gerais não impactará de forma significativa na qualidade visual e estética da paisagem do canyon do rio Iapó do Parque Estadual do Guartelá.


Palavras-chave


impacto visual; parques eólicos; qualidade da paisagem; Parque Estadual do Guartelá

Texto completo:

ARTIGO AUTORIZAÇÃO


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/raega.v38i0.43250

_____________________________________________

ISSN (IMPRESSO) 1516-4136 até 2008

ISSN (ELETRÔNICO) 2177-2738 a partir de 2009