PROSOPOGRAFIA FAMILIAR DA OPERAÇÃO LAVA-JATO E DO MINISTÉRIO TEMER

Ricardo Costa de Oliveira, José Marciano Monteiro, Mônica Helena Harrich Silva Goulart, Ana Crhistina Vanali

Resumo


Os autores apresentam a prosopografia dos principais operadores da "Lava-Jato" e a composição social, política e familiar do primeiro Ministério do Governo de Michel Temer. Analisou-se as relações familiares, as conexões entre estruturas de poder político, partidos políticos e estruturas de parentesco, formas de nepotismo, a reprodução familiar dos principais atores. Pesquisou-se a lógica familiar, as genealogias, as práticas sociais, políticas e o ethos familiar dentro das instituições políticas para entender de que maneira as origens sociais e familiares dos atores burocráticos, jurídicos e políticos formam um certo "habitus de classe", certa mentalidade política, uma cultura administrativa, uma visão social de mundo, padrões de carreiras e de atuações políticas relativamente homogêneos. As origens sociais, a formação escolar, acadêmica, as práticas profissionais, os cargos estatais, os privilégios e os estilos de vida, as ideologias e os valores políticos apresentam muitos elementos em comum nas biografias, e nas trajetórias sociais e políticas desses atores.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/nep.v3i3.54320

Apontamentos

  • Não há apontamentos.