Bancos de sementes: entre a preservação e a apropriação dos recursos naturais. O acesso aos recursos fito-genéticos na Argentina

Pablo Ariel Pellegrini, Galo Ezequiel Balatti

Resumo


Nas últimas décadas, os bancos de sementes ganharam uma importância crescente no domínio da agricultura e da alimentação. No entanto, apesar de serem instituições-chave relacionadas à utilização e à conservação de recursos naturais, não foram suficientemente analisadas pelas ciências sociais. Neste trabalho, analisamos os bancos de sementes através de uma abordagem qualitativa, que combina tanto entrevistas em profundidade com atores referentes dos bancos de sementes na Argentina -um país onde a agricultura é um setor fundamental para a economia- coma análise de normas e documentos relacionados. Apresentaremos como foram desenvolvidas as principais normas e acordos internacionais sobre o tema, como elas têm influenciado na Argentina, e quais normas próprias têm sido implementadas sobre a conservação de recursos fitogenéticos no país, com o intuito de analisar como foi construido o quadro normativo e institucional que regula o acesso aos recurso fitogenéticos na Argentina.

Palavras-chave


biodiversidade; legislação ambiental; soberania ambiental; FAO; ONU

Texto completo:

PDF (Español (España))


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/dma.v41i0.46802

Desenvolvimento e Meio Ambiente. ISSN: 1518-952X, eISSN: 2176-9109
 
Flag Counter