O papel social da Universidade e o desenvolvimento regional a partir da análise da atuação da UFPR no Litoral Paranaense

Adriana Lucinda de Oliveira, Luiz Everson da Silva, Luiz Alberto Esteves

Resumo


O artigo discute o papel social e contraditório da Universidade, tendo como fundamento teórico a produção gramsciana, com destaque para a relação entre hegemonia, educação e intelectual orgânico, proposta pelo referido autor. As reflexões são circunstanciadas no território do Litoral do Paraná, lócus de atuação de um dos campi da Universidade Federal do Paraná. Na perspectiva de discutir as contribuições dessa instituição no debate de políticas públicas e no desenvolvimento da região, o texto discorre sobre alguns projetos e ações em andamento, bem como elenca demandas e potencialidades identificadas a partir da sistematização da prática docente nessa região, que envolve ensino, pesquisa e programas de extensão. A perspectiva gramsciana subsidia e reforça a necessidade de articulação com os movimentos sociais, a tessitura de uma nova sociabilidade, bem como a construção de práticas educativas emancipatórias.


Palavras-chave


universidade; políticas públicas; litoral do Paraná

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/dma.v41i0.46759

Desenvolvimento e Meio Ambiente. ISSN: 1518-952X, eISSN: 2176-9109

Flag Counter