O uso do conhecimento ecológico tradicional de pescadores no diagnóstico dos recursos pesqueiros em áreas de implantação de grandes empreendimentos

Carolina Rodrigues da Costa Doria, Maria Alice Leite Lima, Ariel Rodrigues do Santos, Suelen Tacieane Brasil de Souza, Maria Olívia de Albuquerque Ribeiro Simão, Adriana Rosa Carvalho

Resumo


A determinação e o monitoramento de impactos de grandes empreendimentos na Amazônia são limitados pela ausência de dados ambientais pretéritos. O presente estudo avalia o uso do Conhecimento Ecológico Tradicional (CET) dos pescadores do médio rio Madeira sobre as espécies comerciais, na geração do conhecimento para monitoramento de grandes empreendimentos hidrelétricos na Amazônia. Foram realizadas reuniões com grupos de pescadores (5 a 10), em sete pontos do Programa de monitoramento pesqueiro da Santo Antônio Energia (SAE), entre abril e dezembro/2009. As reuniões seguiram roteiro semiestruturado a fim de registrar o CET sobre sete variáveis biológicas e a metodologia de mapas mentais para construção de cenários sobre a pesca atual e futura frente à implantação de dois grandes empreendimentos na bacia do Rio Madeira. Os resultados obtidos mostraram que as comunidades apresentaram um conhecimento amplo sobre as principais espécies exploradas na região pela pesca comercial, sendo estes resultados confirmados, em grande parte dos casos (cerca de 70%),pela informação científica. Este estudo confirma o refinado conhecimento do pescador sobre a biologia das espécies que ele explora e sugere que o CET pode ser utilizado para obtenção de dados biológicos e para a construção de cenários para a atividade pesqueira, bases para o manejo adaptativo na fase de monitoramento dos empreendimentos, bem como para o planejamento de políticas de gestão pesqueira na região.


Palavras-chave


etnoictiologia; pesca artesanal; Rio Madeira

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/dma.v30i0.34196

Desenvolvimento e Meio Ambiente. ISSN: 1518-952X, eISSN: 2176-9109