Notícias

Chamada para o número temático (97): Retórica e Alteridade

 

Graças à cooperação da Revista LETRAS da UFPR (http://revistas.ufpr.br/letras), a quem agradecemos novamente, publicaremos um número temático com o título de nosso Congresso: “Retórica e Alteridade”.

Infelizmente, o número possível de publicações é de 18 textos, os quais deverão ser submetidos ao escrutínio dos avaliadores da Revista.

Instruções específicas:

 

  • adequação às regras da Revista, disponíveis em: http://revistas.ufpr.br/letras/about/submissions#onlineSubmissions
  • submissão online dos originais até o dia 04 de dezembro de 2017.

 

Permanecemos à disposição para responder a qualquer dúvida pelo e-mail sbretorica@gmail.com.

 

Saudações

 

Os Editores

Anderson Zalewski Vargas

Gissele Chapanski

Pedro Ipiranga Júnior

Pedro Dolabela Chagas

Sérgio Kalil

 
Publicado: 2017-09-24
 

Prazo de submissão prorrogado

 
O prazo de submissão para o número temático Linguística Formal foi prorrogado para 26 de fevereiro de 2017.  
Publicado: 2017-02-13
 

Chamada temática para o n. 96 (2017): Linguística Formal

 

Chamada temática para o n. 96 (2017): Linguística Formal


Organização de Patrícia Rodrigues (UFPR), Maria José Foltran (UFPR),  Roberta Pires de Oliveira (UFSC) e Ana Paula Quadro Gomes (UFRJ) 


A Revista Letras, ligada aos cursos de Graduação e Pós-Graduação em Letras da UFPR, abre chamada para submissão de artigos para o número temático “Linguística Formal”, a ser publicado em junho de 2017. Convidamos pesquisadores a contribuírem com trabalhos inéditos em qualquer tópico relativo a estudos formais da linguagem, incluindo fonética, fonologia, sintaxe, morfologia, semântica, pragmática, aquisição da linguagem e interfaces. As submissões de textos devem ser realizadas até 26 de fevereiro de 2017 pelo sistema online da Revista Letras, e seguir as regras disponíveis aqui: http://ojs.c3sl.ufpr.br/ojs2/index.php/letras/about/submissions

 
Publicado: 2016-10-16 Mais...
 

Chamada temática para o n. 95 (2016): Tempo e tradução

 

Tempo e Tradução

Organização de Maurício Cardozo (UFPR) e Viviane Veras (UNICAMP)

 

Falar de tempo e tradução é falar das coisas mais diversas. É falar das especificidades temporais e aspectuais de línguas diferentes e das implicações dessas diferenças na construção do(s) tempo(s) narrativo(s) de determinada tradução, mas é também falar do tempo e da vida empenhada na realização de determinado encargo tradutório. É falar da prática da tradução e do pensamento tradutório nas épocas mais distintas, mas também de suas transformações ao longo dos tempos. Falar de tempo e tradução é falar da tradução feita inexoravelmente em seu tempo, mas também do(s) tempo(s) que cada tradução não é capaz de deixar de reinventar. É falar dos tempos da tradução, dos tempos na tradução, do tempo em tradução e de um tempo de tradução.

 

Especialmente no campo da tradução literária, são emblemáticas da relação entre tempo e tradução discussões que naturalizam certa efemeridade e datação do texto traduzido, em oposição a uma suposta perenidade do original, mas há também aquelas que reconhecem na tradução uma forma de rejuvenescimento das obras traduzidas e de desdobramento da vida de um original. Há discussões centradas nas relações temporais de determinados modos de traduzir e em suas implicações na recepção do texto traduzido. Há discussões em torno da contemporaneidade e da extemporaneidade de determinadas traduções, assim como sobre seu impacto no processo histórico de construção e formação de um padrão estético, de um cânone, de uma literatura. E várias dessas discussões, não raro, organizam-se, mais ou menos explicitamente, em torno de uma questão cada vez mais candente na área dos Estudos da Tradução: a do(s) tempo(s) da retradução.

 

Nas últimas décadas, a partir do forte processo de institucionalização do campo dos Estudos da Tradução e da crescente profissionalização da atividade de tradutor, tornou-se cada vez mais imperativo, num horizonte de interesses que cobre todo o campo das Humanidades, discutir a questão do lugar da tradução, do lugar do tradutor, assim como a questão da tradução como disseminadora e fundadora de lugares − políticos, linguísticos, culturais, ideológicos. Nesse movimento, no entanto, diferentes vertentes do pensamento tradutório tradicional e contemporâneo passam mais decisivamente pelo como, onde, de onde e para onde, do que pelo quando da tradução, mesmo quando se trata de discutir centralmente a questão do tempo. Se essa tendência espacializadora se mostra tão presente na discussão da tradução – como em tantos outros âmbitos de discussão da condição humana –, eis aí mais uma razão para problematizarmos sua dimensão temporal.

 

Este número temático da Revista Letras abre espaço para a reflexão sobre os diversos caminhos que se abrem a partir da relação entre tempo e tradução, explorando as possíveis figurações do tempo no pensamento contemporâneo sobre a tradução, bem como suas implicações teóricas e críticas para a tradução, em geral, e para a tradução literária, em particular.

As submissões de textos devem ser realizadas até 15 de outubro de 2016 pelo sistema online da Revista Letras, e seguir as regras disponíveis aqui: http://ojs.c3sl.ufpr.br/ojs2/index.php/letras/about/submissions

 
Publicado: 2016-03-24
 

Novo formato de submissão

 
Os editores, após consulta ao conselho, decidiram modificar o formato de submissão da revista, que não mais se dará por fluxo contínuo, mas por meio de chamadas temáticas. Serão duas chamadas temáticas por ano, uma de estudos literários e uma de estudos lingüísticos; a primeira será divulgada em janeiro de 2016. Todos os artigos que foram submetidos até a presente data serão avaliados normalmente, e caso sejam aprovados serão publicados em uma das duas próximas edições (dezembro/2015 e junho/2016).  
Publicado: 2015-11-01
 

DOI

 

Os artigos e volumes publicados pela Revista Letras contam agora com o Digital Object Identifier (DOI).

 
Publicado: 2014-10-01
 
1 a 6 de 6 itens