TURISMO (IN)SUSTENTÁVEL EM BARRA GRANDE (PI): CONFLITOS, IMPACTOS, DESIGUALDADE E EXCLUSÃO SOCIAL

José Maria Alves da Cunha, Mayara Maia Ibiapina, Fabrício Freitas Santos, Ricardo Rayan Nascimento Rocha, José Geraldo da Silveira Júnior

Resumo


A relação do turismo global com os nativos determina a produção desse trabalho, no o qual tem o objetivo geral de discutir os efeitos produzidos pelo turismo na comunidade Barra Grande, no município de Cajueiro da Praia, no Norte do Piauí. Ademais, busca-se analisar como o modelo de turismo globalizado atua sobre os nativos, a partir dos aspectos positivos e negativos da atividade. A metodologia partiu do contato direto por meio de uma pesquisa de campo qualitativa, realizada com a aplicação de questionários fechados, finalizando com a observação simples. A pesquisa identificou que a atividade turística tem impactado a vida dos nativos, provocando alterações nos modos tradicionais de vida, bem como nas atividades laborais e no acesso à renda, uma vez que o setor de turismo não tem admitido os nativos nos postos de empregos gerados. Desste modo, percebem-se deficiências quanto às formas de desenvolvimento do turismo, tendo em vista que a atividade tem beneficiado capitalistas , e potencializando a desigualdade e exclusão social, gerando relações conflituosas entre turistas, nativos e empresários. Assim, à para melhor gestão do turismo local, é imprescindível que haja uma maior participação dos nativos na organização, na participação e no desenvolvimento da atividade.


Palavras-chave


Turismo Global; Barra Grande; Relações Sociais; Impactos do Turismo

Texto completo:

ARTIGO


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/geografar.v11i1.48983

Revista Geografar ISSN: 1981-089X