CONFLITOS SOCIOAMBIENTAIS NO CAMPO EM APODI-RN: CONTRIBUIÇÕES PROPOSITIVAS DA CARTOGRAFIA SOCIAL

Brenda Thais Galdino da Rocha, Francisco Otávio Landim Neto, Antônio Jeovah de Andrade Meireles, Adryane Gorayeb

Resumo


A Cartografia Social afigura-se em um importante procedimento metodológico voltado para a construção do conhecimento territorial a partir da valorização dos múltiplos saberes dos sujeitos sociais. Este artigo objetiva tecer uma teorização baseada em práticas voltadas à construção de mapeamentos sociais por agricultores e agricultoras do Município de Apodi - RN sendo elencados um conjunto de conflitos socioambientais vivenciados no território. Os procedimentos metodológicos tiveram referencial teórico fundamentado nos estudos de Gorayeb, Meireles, Silva (2015); Bargas, Cardoso, (2015); Cubides (2009), dentre outros, onde os procedimentos técnicos consistiram na utilização da técnica de overlay para a elaboração dos mapas sociais. Diante do exposto pode-se afirmar que, i) a Cartografia Social propiciou o aprofundamento no reconhecimento das características, conflitos, problemas e proposições voltadas à garantia de direitos sociais das diferentes regiões existentes no município de Apodi, ii) houve a fortificação das relações comunitárias durante as atividades voltadas à formação geocartogáfica e, iii) foi perceptível integração entre os saberes populares e o conhecimento cientifico que culminaram na construção dos mapas sociais sob o prisma da coletividade.


Texto completo:

ARTIGO


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/geografar.v11i1.48980

Revista Geografar ISSN: 1981-089X