A CONSTRUÇÃO DE MAPAS SOCIAIS PARA O RECONHECIMENTO DOS PROBLEMAS AMBIENTAIS E A BUSCA DA QUALIDADE DE VIDA DA COMUNIDADE DA PRAIA DAS FONTES, BEBERIBE – CEARÁ

Ana Nery Amaro Evangelista, Nicolly Santos Leite, Mônica Merle Filgueiras de Souza, Adryane Gorayeb

Resumo


A comunidade tradicional pesqueira da Praia das Fontes está localizada no município de Beberibe, litoral leste do Ceará, possui um modo de vida que associa valorização e conhecimento dos aspectos ambientais às práticas econômicas locais, como a pesca tradicional, artesanato, pequenos comércios e atividades ligadas ao turismo. No território ocupado por essa população verificam-se ambientes naturais atualmente valorizados pela sociedade, como riachos, fontes de água doce, campo de dunas, praia e falésias de areias coloridas que atraem elevado fluxo turístico acompanhado da expansão imobiliária, causando problemáticas socioambientais. Deste modo, pretende-se discutir a utilização das técnicas e produtos cartográficos como ferramentas de uso social para a garantia do território diante das pressões vivenciadas. Nesse sentido, realizaram-se encontros com os moradores da Praia das Fontes visando promover o mapeamento social do território e das áreas de pesca. A partir das reuniões foi possível refletir as demandas e os desafios da comunidade, e, assim, fortalecer o processo de articulação comunitária e construir um produto cartográfico voltado para a reinvindicação de direitos sociais junto aos órgãos públicos. Destaca-se que tal iniciativa aproximou sociedade e academia, cumprindo o papel social da universidade e contribuindo para o fomento da conservação da natureza e da cultura tradicional comunitária.

Palavras-chave


Cartografia Social; Comunidades Tradicionais; Problemas Ambientais

Texto completo:

ARTIGO


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/geografar.v11i1.48979

Revista Geografar ISSN: 1981-089X