AVALIAÇÃO DA ANOMALIA DA GRAVIDADE NA REGIÃO DO BARRAMENTO DA USINA HIDRELÉTRICA DE MAUÁ

Miguel Ribeiro Muguio, PEDRO LUÍS FAGGION, LUÍS AUGUSTO KOENIG VEIGA, CARLOS AURÉLIO NADAL, WANDER A DA CRUZ, MARCOS ALBERTO SOARES, ISABELLA F. REBUTINI FIGUEIRA

Resumo


A gravimetria consiste no conjunto de métodos e técnicas empregadas na medida do campo da gravidade terrestre, com o objetivo de mapear as variações de densidade da superfície da Terra ou de materiais nela contidos, de modo a subsidiar estudos em várias áreas das Geociências. A avaliação da anomalia da gravidade na região do barramento da Usina Hidrelétrica de Mauá se dá em função desse barramento ter sido construído no contexto geológico de rochas ígneas, na forma de soleiras de diabásio, da Formação Serra Geral, sobre rochas sedimentares, da Bacia do Paraná. Esta região apresenta uma forte estruturação caracterizada por fraturas, falhas transcorrentes e normais. Estas condições conferem cuidados especiais à obra, por parte do projetista, em função de sua menor resistência mecânica, menor densidade, maior porosidade e suscetibilidade a processos de degradação quando expostas ao intemperismo ou à ação hidráulica. Os resultados do processamento de dados gravimétricos realizados nesta pesquisa evidenciam sinais de que a variação do nível de água no reservatório causa variações no comportamento da anomalia residual. Evidencia também a presença de possíveis falhas na região da ombreira esquerda da barragem caracterizada por variação abrupta da anomalia residual, o que estaria de acordo com o mapeamento geológico realizado anteriormente e que identificou a presença de um maciço rochoso constituído de diabásio, que está segmentado por falhas normais e transcorrentes.


Palavras-chave


Anomalias da Gravidade; Monitoramento; Concreto Compactado a Rolo

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/geo.v73i1.49105

Boletim Paranaense de Geociências. ISSN: 0067-964X
 
 
Programa de Pós-Graduação em Geologia da UFPR