Inclusão escolar pela via da colaboração entre educação especial e educação regular.

Eniceia Gonçalves Mendes, Maria Amélia Almeida, Cristina Yoshie Toyoda

Resumo


A preocupação sobre as práticas inclusivas nas escolas públicas no Brasil começou após a Declaração de Salamanca, com desafios e dúvidas. Ainda hoje, passados cerca de 15 anos, os professores do ensino regular se queixam dizendo que não têm conhecimento suficiente ou preparo formal para lidar com crianças com necessidades educacionais especiais, especialmente quando estas apresentam disfunções graves, como paralisia cerebral, deficiência intelectual e comportamentos desafiadores. A colaboração entre      profissionais  da  Educação  Especial  e  Regular  pode  ser  uma  alternativa para enfrentar tais desafios. O objetivo deste relato foi o de apresentar um breve histórico de um programa de pesquisa, ensino e extensão que busca aproximar a Universidade Federal de São Carlos dos professores do ensino comum que têm alunos com necessidades especiais em suas salas de aula. Iniciado em 2004, este programa está na atualidade em seu sétimo ano de execução e envolve professores da universidade, estudantes de graduação e pós-graduação e professores do ensino comum. Os resultados parecem apontar essa via de colaboração entre Educação Especial e Regular como      um caminho promissor para a construção de escolas mais inclusivas.


Texto completo:

PDF DOI


Licença Creative Commons
Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Internacional
 
____________________________________________________
Indexadores e bases de dados:
 
         
____________________________________________________
Instituições de apoio e de fomento:
 
     
____________________________________________________
Rede social:
 
 
 
____________________________________________________
Educar em Revista
Setor de Educação - Universidade Federal do Paraná
Rua General Carneiro, 460 - Ed. D. Pedro I - 1.º andar - Sala 102
Centro - Curitiba - Paraná - Brasil - CEP 80060-150
Contato: educar@ufpr.br / Fone: 55 (41) 3360-5259