MODELAGEM DINÂMICA ESPACIAL COMO FERRAMENTA PARA SIMULAÇÃO DE CENÁRIOS DA PAISAGEM NA REGIÃO PORTUÁRIA DA BAIXADA SANTISTA

Renata Sayuri Kawashima, Mariana Abrantes Giannotti, Cláudia Maria de Almeida, José Alberto Quintanilha

Resumo


Considerando as pressões do setor de infraestrutura portuária sobre as configurações na forma de uso e planejamento do espaço na região portuária da Baixada Santista, tais como o aporte por áreas de retroporto, o armazenamento e o transporte de cargas, este estudo buscou desenvolver modelos dinâmicos da paisagem e investigar a relação entre as alterações no uso e cobertura da terra e a infraestrutura de transportes na região portuária da Baixada Santista-SP. A partir de produtos de sensoriamento remoto e da metodologia de modelagem dinâmica espacial baseada em autômatos celulares, foram gerados o mapa simulado e o cenário de prognóstico, considerando os projetos de expansão portuária para o ano de 2024. O crescimento das áreas construídas por influência dos projetos de expansão segue o sistema viário existente e a proximidade ao canal estuarino. Isso demonstra a tendência de localização de novas instalações em função das atividades portuárias, ligadas à circulação de mercadorias, e da infraestrutura implantada para o transporte de navegação e terrestre.

Palavras-chave


Considerando as pressões do setor de infraestrutura portuária sobre as configurações na forma de uso e planejamento do espaço na região portuária da Baixada Santista, tais como o aporte por áreas de retroporto, o armazenamento e o transporte de cargas, es

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2016 Renata Sayuri Kawashima, Mariana Abrantes Giannotti, Cláudia Maria de Almeida, José Alberto Quintanilha

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Boletim de Ciências Geodésicas. ISSN: 1982-2170