“Maquiagem verde” na comunicação gráfica de condomínios residenciais em Caruaru-Pernambuco

Tamires Maria de Lima Silva, Emilio Augusto Gomes de Oliveira

Resumo


Introdução: O termo greenwashing (“maquiagem verde”), é utilizado para denominar o modo de comunicação desenvolvido por empreendedores ao tentar mascarar as verdades que permeiam seus produtos e serviços, o que pode denotar um fraco comprometimento ambiental. Com base na análise de meios gráficos propagativos de atributos sustentáveis de condomínios residenciais no município de Caruaru, Pernambuco visou-se compreender até que ponto o greenwashing está presente na propaganda deste segmento de mercado na Região. Método: Realizou-se uma pesquisa de campo, entre janeiro e março de 2012 em pontos de vendas de empreendimentos imobiliários, utilizando-se peças publicitárias de divulgação dos empreendimentos complementada por conversas informais com corretores e outras pessoas responsáveis pela comercialização destes. Entre os materiais gráficos disponíveis destacam-se os sites web dos empreendimentos, os folderes, catálogos e outdoors, e os estandes de venda. Resultados: Todos os empreendimentos analisados apresentaram determinado grau de inserção no contexto estabelecido para os “seis pecados do greenwashing” bem como no artigo 36º. do CONAR, referente à infração da autenticidade publicitária em seus meios gráficos. Conclusão: O crescimento exponencial da cidade de Caruaru atraiu empreendimentos dos mais diversificados setores. Contudo, urge pensar que uma cidade ao ser moldada para novos olhares e conceitos de vida, deve unicamente desenvolver-se em concordância com ações de fato consolidadas em um transparente desenvolvimento sustentável, onde todos os interessados sejam verdadeiramente contemplados.


Palavras-chave


Condomínios; Sustentabilidade; Publicidade; Maquiagem verde

Texto completo:

HTML PDF EPUB

Referências


BELLEN, H. M. Indicadores de sustentabilidade. Rio de janeiro: FGV, 2006.

BEZERRA, J. Crescimento do setor imobiliário da cidade de Caruaru-PE. Associação Comercial e Empresarial de Caruaru-PE [2012?]. Disponível em: http://acic-caruaru.com.br/conheca-caruaru/. Acesso em: 15 de abr. 2012.

CALOMARDE, J.V. Marketing ecológico. Madrid: Ediciones Piramide: ESIC, 2000.

CARUARU. O diário de Pernambuco, Recife, 17 abr. 2011. Caderno de Economia. Disponível em: http://www.old.diariodepernambuco.com.br/assinantes/acesso_dp.asp. Acesso em: 20 abr. 2012.

CONSELHO NACIONAL DE AUTORREGULAMENTAÇÃO PUBLICITÁRIA. Disponível em: http://www.conar.org.br/. Acesso em: 22 abr. 2012.

CONSTRUÇÃO civil impulsiona a economia. Jornal Diário da Manhã, Goiânia, 6 dez. 2011. Disponível em: http://www.cbic.org.br/sala-de-imprensa/noticia/construcao-civil-impulsiona-economia. Acesso em 15 de abr. 2012.

CORRÊA, L.R. Sustentabilidade na construção civil. Monografia (Curso de Especialização em Construção Civil) - Escola de Engenharia, Universidade Federal de Minas Gerais, 2009.

DOUGHERTY, B. Design gráfico sustentável. São Paulo: Rosari, 2011.

ESPECIAL cidades: As campeãs de riqueza e bem estar. Veja, São Paulo, edição 2241, ano 44, n. 44, p. 146-181, 2 nov. de 2011.

FACHIN, O. Fundamentos de Metodologia. São Paulo: Saraiva, 2006.

FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS. Comissão mundial sobre meio ambiente: nosso futuro comum. Assembléia Geral da ONU, Rio de Janeiro, 1987.

FUNDAÇÃO VANZOLINI. Alta qualidade ambiental em seu empreendimento. Disponível em: http://www.vanzolini.org.br/hotsite-104.asp?cod_site=104. Acesso em: 25 abr. 2012.

FUNVERDE. O que significa greenwashing. 15 de jun. 2010. Disponível em: http://www.funverde.org.br/blog/archives/tag/greenwashing. Acesso em: 23 out. 2012.

GREER, J.; BRUNO, K. Greenwash: the reality begin corporate environmentalism, third world network. Penang: Malaysia, 1996.

INSTITUTO AKATU. Responsabilidade social das empresas: percepção do consumidor brasileiro - pesquisa 2006-2007. Disponível em: http://www.akatu.org.br/Content/Akatu/Arquivos/file/Publicacoes/18-Sum_Pesq_2006_2007.pdf. Acesso em: 22 out.. 2013.

KAZAZIAN, T. Haverá a idade das coisas leves: design e desenvolvimento sustentável. São Paulo: Senac, 2005.

LINS, L. dos S.; SILVA, R.N.S. Responsabilidade Sócio-Ambiental ou Greenwash: uma avaliação com base nos relatórios de sustentabilidade ambiental. Sociedade, Contabilidade e Gestão, v. 4, n. 1, p. 91-105, jan./jun. 2009. Disponível em: http://www.atena.org.br/revista/ojs-2.2.3-08/index.php/ufrj/article/viewFile/472/461. Acesso em: 22 out. 2013.

MANZINI, E.; VEZZOLI, C. O Desenvolvimento de produtos sustentáveis: os requisitos ambientais dos produtos industriais. São Paulo: USP, 2008.

MOUTINHO, L.M.G.; NASCIMENTO, J. A. N.; SILVA, A.F. Turismo de evento no interior do Estado: aglomerado produtivo no Agreste de Pernambuco - Brasil - o São João da capital do forró. IN: CONGRESSO SOBER: SOCIEDADE BRASILEIRA DE ECONOMIA ADMINISTRAÇÃO E SOCIOLOGIA RURAL, 48., 2010. [Anais eletrônicos...]. Campo Grande, 2010. Disponível em: http://www.sober.org.br/palestra/15/614.pdf. Acesso em: 15 nov. 2013.

SPITZCOVSKY, D. Certificação LEED: tudo sobre o principal selo de construção sustentável do Brasil. Planeta Sustentável. 31 jan. 2012. Disponível em: http://planetasustentavel.abril.com.br/noticia/desenvolvimento/certificacao-leed-o-que-e-como-funciona-o-que-representa-construcao-sustentavel-675353.shtml. Acesso em 15 nov. 2013.

TERRACHOICE. The sins of greenwashing: home and family edition. Underwriters Laboratory. 2010. Disponível em: http://sinsofgreenwashing.org/index35c6.pdf. Acesso em: 22 out. 2013.

VEIGA, J.E. Desenvolvimento Sustentável: o desafio do século XXI. Rio de Janeiro: Garamond, 2010.

VOLTOLINI, R. Resolução do CONAR a respeito de propaganda verde. Conversa Sustentável, 26 jun. 2011. (Entrevista em vídeo). Disponível em: http://conversasustentavel.blogspot.com.br/%202011/06/ricardo-voltolini-fala-sobre-resolucao.html. Acesso em: 13 set. 2012.




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/atoz.v2i2.41326

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Universidade Federal do Paraná
Mestrado e Doutorado Interdisciplinar em Ciência, Gestão e Tecnologia da Informação
ISSN: 2237-826X
Qualis (2013-2016):
B2 - Comunicação e Informação
B4 - Planejamento Urbano e Regional/Demografia; Saúde Coletiva; Interdisciplinar
B5 - Arquitetura, Urbanismo e Design; Engenharias III
Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciada sob uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada