APROVEITAMENTO TECNOLÓGICO DAS SEMENTES DE GOIABA (Psidium guajava L.) COMO FARINHA NA ELABORAÇÃO DE BISCOITOS

MÁRCIA LILIANE RIPPEL SILVEIRA, CLARISSA OBEM DOS SANTOS, NEIDI GARCIA PENNA, CLÁUDIA KAEHLER SAUTTER, CLÁUDIA SEVERO DA ROSA, SILVANA MARIA MICHELIN BERTAGNOLLI

Resumo


Este trabalho teve como objetivo investigar o potencial de utilização das sementes de goiaba como farinha na elaboração de biscoitos. A composição físico-química da farinha de sementes de goiaba (FSG) foi determinada, e posteriormente, foram elaborados biscoitos com 10, 30 e 50% de FSG em substituição parcial à farinha de trigo. Os biscoitos foram avaliados quanto as suas características físicas, químicas e sensoriais. A FSG apresentou teor de umidade em acordo com o padrão exigido pela legislação brasileira e valores elevados de proteína, lipídios e fibra alimentar, com destaque para a fração insolúvel. A adição gradual desta farinha aos biscoitos elevou os teores de lipídios e fibra alimentar e reduziu os teores de umidade, carboidratos e valor energético. O incremento da FSG aos biscoitos influenciou os parâmetros de cor, dureza instrumental, peso e diâmetro pós-cocção. Os biscoitos elaborados apresentaram propriedades sensoriais aceitáveis, sendo os percentuais de substituição utilizados neste estudo aceitos pelos julgadores, dentre todos os atributos avaliados. Conclui-se que, a semente de goiaba é um ingrediente alternativo para o aproveitamento de um produto normalmente descartado e a farinha obtida a partir deste coproduto é uma alternativa para a substituição parcial da farinha de trigo em biscoitos visando melhorar seu valor nutritivo sem interferir nas características sensoriais.

Palavras-chave


Farinha mista; biscoito; caracterização; análise sensorial

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/cep.v34i2.51305

Boletim Centro de Pesquisa de Processamento de Alimentos. ISSN:19839774